.Balance
Skip
  • Regressar ao trabalho e sair com vida da cadeira

Regressar ao trabalho e sair com vida da cadeira

Joana Moinho - Osteopata

Joana Moinho

Osteopata

Regressar ao trabalho após as férias já é suficientemente difícil para o nosso corpo, e se adicionarmos às pressões e exigências diárias o nosso peso postural, a fatura tende a aparecer. Grande parte das vezes sob a forma de dor, desconforto, tensões musculares, dores de cabeça, pernas pesadas, cansaço generalizado.

 

Com efeito, sentar numa cadeira de escritório pode tornar-se a doença mais perigosa do século XXI.

 

Quantas horas te sentas por dia?

 

Em certa medida estar sentada tornou-se o fumar da nossa geração. Passo a explicar:
• Cientistas afirmam que quem passa mais de 6 horas diárias sentado, está em risco de desenvolver doenças crónicas tanto quanto fumar um maço de cigarros por dia;
• Diversos estudos demonstram que passar diversas horas diárias na posição de sentado leva à redução da esperança média de vida, em cerca de 40% nos próximos 15 anos, mesmo com atividade física regular;
• “O benefício que se retira do exercício não consegue compensar as horas em que se está parado”.

 


 

O que é que acontece ao nosso corpo quando estamos sentadas:

 

No imediato:
  • A atividade elétrica dos músculos das pernas e de toda a cadeia posterior desligam;
  • A queima de calorias baixa para um por minuto;
  • As enzimas que ajudam a queimar gordura corporal descem cerca de 90%.

 

Passadas 2 horas:

O bom colesterol desce cerca de 20%.

 

Passadas 24 horas:

O efeito da insulina diminui 24% e o risco da diabetes aumenta.

 


 

O que posso fazer para sair com mais vida da cadeira?

 

Mike Loosemore, director de medicina desportiva do University College Hospital, no Reino Unido, diz que “existem estudos que mostram os efeitos de se interromper o padrão. (…) Se interromperes de 20 em 20 minutos, levantando-te pelo menos dois minutos, pode ser suficiente”. Acrescenta que desta forma, reduz-se em 33% o risco de morte por doenças associadas ao sedentarismo. Explica que “é uma questão de mudares os teus hábitos no trabalho e a cultura do ambiente de escritório para te movimentares mais. Ficar mais de pé pode fazer uma grande diferença na queima de calorias e no nosso nível de criatividade e produtividade”.

 

Foundation Training

Foundation training é uma metodologia de exercício para pôr em prática no dia-a-dia. Ela melhora a postura e as dores nas costas, sobretudo da região lombar.

 

E seguir esta sequência de exercícios diariamente, repetindo quinze vezes cada é o suficiente para que o “peso nas costas” diminua drasticamente.

Comentários

Gostaste
deste artigo?

Queres mais novidades?Subscreve já a nossa newsletter!

Not so fast!Tens de preencher com o teu email.

Not so fast!Tens que inserir um endereço de email válido.

Bem-vinda ao Clube NVY!A partir de agora, falamos todas as manhãs contigo.

Something went wrong!Não deixes de subscrever à NVY! Tenta outra vez dentro de momentos.