.Go
Skip
  • Quénia, uma viagem de reencontros

Quénia, uma viagem de reencontros

Há tantos sítios onde te podes reencontrar. Onde podes voltar a dar de caras contigo mas, por vezes, o caminho só fica claro quando os caminhos são desconhecidos. Quando o peso do ar muda, a cor da terra se altera, quando os traços dos rostos são outros. Se neste janeiro queres viver o compromisso da retrospeção e da busca de ti, sugerimos uma viagem ao desconhecido para te voltares a conectar com aquilo que sempre tão bem conheceste. Tu. Um contexto e uma realidade diferentes podem ser os catalisadores perfeitos para uma reflexão mais profunda.

 

 

A algumas horas de avião, no centro da África Oriental, surge o Quénia, um destino que pode ter tanto de exótico como de turístico. Não é de estranhar se contarmos com as suas ancestrais tribos indígenas, os seus mundialmente conhecidos parques naturais zigue-zagueados por jipes de safaris ou as suas praias paradisíacas com palmeiras como muros. Passando pela capital, pelo interior ou pela costa, podes viver experiências de luxo ou de total simplicidade. Consoante aquilo que procurares. No Quénia, podes adormecer sobre as estrelas, perderes-te num santuário de rinocerontes ou camuflares-te com a natureza enquanto circundas crateras de vulcões extintos ou andas em pontes de madeira entre árvores.

 

elefantes

 

Se és aventureira e trilhos são a tua cara, o Monte Quénia vai ser um objetivo de viagem. Com uma altitude de 5199 metros, ele é o segundo ponto mais alto do continente e tem o seu cume permanentemente coberto de neve. Está inserido no Parque Nacional do Monte do Quénia que é considerado Património Mundial da Humanidade pela UNESCO. Incontornável ainda, é visitar as savanas de Maasai Mara. Esta é uma das mais ricas savanas do continente e ao longo do safari, vais te cruzar com leões, leopardos, elefantes, búfalos e rinocerontes no seu habitat natural. Assistir à “grande migração” – um dos mais incríveis fenómenos da vida selvagem do mundo – é uma imagem que nunca se desvanecerá da tua memória.

 

 

Voluntariado, uma maneira diferente de viajar

 

Sentes que ainda há espaço para deixares um pouco mais de ti neste país? O voluntariado é outra forma de viagem, que não deixará marcas apenas em ti. Entre diversas ONG’s e associações meritórias que desenvolvem um extenso trabalho no país, sugerimos uma em específico: a ADDHU – Associação de Defesa dos Direitos Humanos. Presente também noutros países, a organização dinamiza no Quénia o projeto Wanalea Children’s Home, um centro de acolhimento de crianças orfãs e abandonadas. Fica em Ongata Rongai, uma pequena cidade nos arredores de Nairobi, e atualmente dá apoio a 31 crianças, tendo atingindo a sua capacidade máxima. A estas crianças, para além de lhes garantirem casa e alimentação, é lhes providenciado acompanhamento médico, educação, desde aulas de inglês a português, e todo o carinho de uma equipa dedicada.

 


 

 

 

Pronta para deixares a tua marca?

 

Comentários

Gostaste
deste artigo?

Queres mais novidades?Subscreve já a nossa newsletter!

Not so fast!Tens de preencher com o teu email.

Not so fast!Tens que inserir um endereço de email válido.

Bem-vinda ao Clube NVY!A partir de agora, falamos todas as manhãs contigo.

Something went wrong!Não deixes de subscrever à NVY! Tenta outra vez dentro de momentos.